Aprenda a falar com seu cachorro

Já pensou em como é sua comunicação e conexão com seu Dogo? Veja esse relato da nossa parceira Carol, educadora canina, sobre comunicação eficaz.

Costumo dizer que sou meio humana e meio cachorro, porque, assim como eles, adoro desafios. Quando decidi adotar meu segundo dálmata surdo (a primeira eu comprei e só depois descobri que ela era surda), sabia que minha dedicação para criar uma comunicação eficaz com ele, deveria ser integral.

Desde o primeiro dia que ele veio pra mim, aos dois meses de idade, já estabeleci uma regra com ele: nada na vida é de graça. E nossa conexão, desde esse dia, só cresceu. E sei que isso aconteceu porque ele sabe exatamente o que esperar de mim.

Me vê como fonte das melhores coisas que acontecem em sua vida, sem ao mesmo tempo ser dependente de mim, ou ficar ansioso em minha ausência.

Criar esse equilíbrio no cão é uma tarefa árdua, diária, que envolve muita consistência, coerência e persistência. E a resposta do cão é sempre clara, precisa e imediata.

Os cães não aprendem com tons de cinza. Com eles tudo precisa ser preto no branco. Comunicação eficaz é isso. É criar uma conexão em que o cão sabe o que esperar de você e sabe o que ele precisa fazer para receber aquilo que espera. É uma comunicação precisa, exata, clara, focada naquilo que ele tem de bom pra te oferecer. É, acima de tudo, ensinar a fazer escolhas e empoderar o cão.

Se ele fizer o que você quer, recebe o que você tem para dar. Por isso que digo que educar cães pelo método positivo é uma filosofia de vida, uma ética, uma visão de mundo. Ser positivo é usar reforço positivo, sim, mas é também focar nos comportamentos desejados, nas qualidades e habilidades do seu cão, nas emoções positivas e naquilo que ele pode e naquilo que ele, de fato, é.

@turmadofocinho_carol

Esse ano comemoro dez anos de trabalho com treinamento de cães e tutores de cães e posso dizer que meu maior aprendizado, em todo esse tempo, foi deixar de focar nos problemas e nos comportamentos indesejados dos cães e passar a estabelecer uma comunicação eficaz com eles, que envolva confiança, que crie segurança, motivação e alegria. O resto é consequência.

Conteúdo pela Psicóloga e Educadora Canina desde 2008. Pós-graduada em Comportamento Animal pela UNIFEOB Carol Jardim. Conheça muito mais sobre bem estar e educação canina no perfil da Carol em Turma do Focinho e sobre esse relacionamento com seu dogo Milka.