Receita Pet de Natal

O Natal é a época mais linda que temos durante o ano, nos arrumamos e colocamos nosso melhor look para ficar sentado na sala ouvindo histórias dos nossos avós, as tias perguntando dos namoradinhos (as) e o tios fazendo as piadinhas do pavê, mas a melhor e mais esperada parte da noite é com certeza a ceia de Natal! Essa onde normalmente nossos pets estão juntos compartilhando esse momento em que servem desde frutas á vários tipos de arroz, a fim de agradar a todos, mas temos que lembrar que nem todas essas delícias devem ser compartilhadas com os nosso AUmiguinhos.

Há alguns alimentos que são ricos em gorduras saturadas, corantes, açúcares, grandes quantidades de cloreto de sódio e temperos que fazem muito mal para nossos focinhos, podendo em alguns casos até serem tóxicos ou gerarem alguma lesão. Segue então alguns exemplos desses alimentos:

  • Ossos cozidos e restos de aves ou carnes assadas – esses devem ser estritamente proibidos pois os ossos não são digeridos pelos ácidos estomacais, podendo perfurar as paredes do estômago e do intestino, pois durante o seu preparo o calor altera sua composição, além de perder seu valor nutricional.
  • Doces – quando ofertamos alimentos ricos em açúcares podemos levar o patudinho a desenvolver um quadro de diabetes e/ou obesidade. Os alimentos contendo xilitol (adoçante) também são extremamente tóxicos, podendo gerar quadros de hipoglicemia e em alguns casos mais severos uma insuficiência hepática aguda. 
  • Uvas – passas ou normais, ainda não se sabe ao certo o porquê, mas a ingestão dessa fruta pode levar a um quadro de insuficiência renal aguda.
  • Cebola e alho – esses alimentos possuem uma ação nas células vermelhas, provocando uma anemia hemolítica associada a formação dos corpúsculos de Heinz em seus eritrócitos.
  • Álcool – essas bebidas possuem uma rápida absorção sistêmica levam a uma depressão respiratória e no sistema nervoso central.
  • Chocolate e café – esses alimentos possuem em sua composição a teobromina que é altamente tóxica aos animais, ela age como um diurético, vasoconstritor e estimulante cardíaco, podendo ser fatal em alguns casos.
  • Molhos e conservas – geralmente são ricos em cloreto de sódio e temperos, podendo levar a quadros de disbiose intestinal e pancreatite.

Mas não porque a alimentação dos nossos patudinhos é restrita que eles não podem saborear uma ceia saudável e cheia de nutrientes, pensando nisso venho compartilhar uma receita de “arroz colorido”.

Ingredientes:

  • 200 gramas de couve-flor cozida com o talo;
  • Uma colher de chá de banha suína ou manteiga sem sal;
  • 40 gramas de frutas desidratadas sem açúcar, que se encaixam na categoria de super alimentos, como por exemplo damasco, cramberry ou pêssego, e sementes como a castanha do Pará, gergelim preto ou a de abóbora descascada;
  • Especiarias a gosto, como por exemplo o orégano ou a salsa fresca.

Modo de preparo:

Com o auxílio de um processador ou liquidificador devemos triturar a couve-flor até obter a aparência de um arroz fino. Em uma frigideira colocamos a banha ou a manteiga para derreter e adicionamos as frutas, quando estiverem dourados adicionamos a couve-flor triturada e temperamos com as especiarias para liberar o sabor. É importante deixarmos esfriar bem antes de ofertar ao nosso AUmiguinho, pois não queremos nenhum acidente nessa noite mais que especial não é mesmo?!

Para mais informações sobre alimentação natural personalizadas e dicas acesse nossa página no Instagram @focinhossaudaveis